Seu navegador não suporta Javascript! 15 termos jurídicos que todo cliente precisa conhecer | Alves Araujo

18 de outubro de 2016

15 termos jurídicos que todo cliente precisa conhecer

Termos Jurídicos

Todo advogado é também um exímio especialista de termos jurídicos, que são fundamentais para o entendimento jurídico no dia-a-dia. Mas o que entre advogados é um “idioma” comum, na relação cliente-advogado pode ser considerado uma linguagem impeditiva para a compreensão de cada etapa dentro de um processo. O advogado então cumpre o papel de explicar para seu cliente alguns termos que esclareçam o andamento do pedido.

Por isso, fizemos uma seleção de 15 termos bem comuns e que estão presentes ao longo de um processo para que todos possam entender.

Lide
É quando há uma disputa por uma causa ou bem entre dois lados. Também chamada de demanda, litígio, pleito judicial. Como por exemplo: pai e mãe demandando a guarda do filho.

Parte
Pessoa, empresa ou órgão envolvidos num processo.

Petição Inicial
É o documento que resume o que a parte (autor) está solicitando que seja posto em análise. O que o juiz decidirá terá por base o conteúdo apresentado nesta petição.

Citação 
É o ato processual no qual é chamada a juízo a pessoa contra a qual é proposta a ação ou que nela tem interesse. A citação ocorre de três formas: por meio de correspondência enviada pelo correio (com aviso de recebimento), por um oficial de justiça ou por edital (sendo o citando desconhecido ou se está em lugar inacessível, publica-se em órgãos oficiais e jornais de grande circulação).

Intimação
Comunicado às partes do processo para que, querendo, se manifeste. Pode ser feita pela imprensa oficial (no caso do advogado) ou por carta registrada, pessoalmente e pelo oficial de justiça (no caso das partes).

Contestação 
É a resposta do réu, contestando a pretensão do autor formulada na petição inicial.

Recursos 
É um instrumento para pedir a mudança de uma decisão na mesma instância ou em instância superior, sobre o mesmo processo. Existem vários tipos de recursos. Vamos dar três exemplos:

Embargos: diferentes tipos de recurso utilizados para contestar a decisão do juiz.

Agravo: é o recurso que se pode intervir contra uma decisão que não põe fim ao processo, objetivando que esta seja modificada ou reformulada.

Apelação: é o recurso que contrapõe a sentença proferida por juiz de primeiro grau.

Depósitos recursais
Também chamados de garantias, são valores que deverão ser depositados em juízo (em uma conta pública), necessários para solicitar algum tipo de recurso (principalmente na área trabalhista).

Sentença
É o ato pelo qual o juiz finaliza o processo, decidindo ou não o mérito da causa.

Quitações
Recibo; considerada a prova do pagamento. É um documento em que o credor (ou representante), reconhecendo ter recebido o pagamento do seu crédito, isenta o devedor da obrigação.

Custas

Despesas, encargos, gastos acumulados com promoção ou realização de atos forenses (idas aos foros judiciais), processuais ou de registros públicos, que se somam e devem ser ressarcidos pela parte vencida no processo.

Honorários
Pagamento que recebem o advogado por ter defendido seu cliente.

E você, conhece mais algum termo jurídico que todos deveriam conhecer? Conte pra gente nos comentários.

Fonte: Projuris





Caso ainda tenha restado alguma dúvida sobre o assunto, entre em contato conosco ou deixe sua mensagem nos comentários logo abaixo e informe-se sobre seus direitos  smile emoticon