Seu navegador não suporta Javascript! Renner indenizará empregado enviado a cantinho da disciplina | Alves Araujo

29 de junho de 2016

Renner indenizará empregado enviado a cantinho da disciplina

 

A loja de roupas Renner terá que indenizar em 6.000 reais um funcionário mandado ao "cantinho da disciplina", local para onde iam os trabalhadores que não conseguiam atingir metas.

A 7ª Turma do Tribunal Superior do Trabalho (TST) não acatou o recurso da varejista contra a decisão do Tribunal Regional do Trabalho do Paraná, que obrigava o pagamento da quantia por dano moral.

De acordo com nota divulgada no site do TST, o funcionário entrou na empresa como caixa, mas teve seu contrato de trabalho alterado. Depois da mudança, ele teria passado a receber remuneração percentual sobre o faturamento da loja e teria começado a sofrer assédio moral.

Segundo o texto, o funcionário era frequentemente trocado de função "sem motivo justificável" e acabou deslocado para o "cantinho da disciplina".

O empregado também seria monitorado constantemente por câmeras de vigilância e por seguranças da loja, que monitorariam até mesmo o tempo que ele gastava no banheiro. Ele teria ainda sido advertido, na frente dos colegas, pela falta de dinheiro em um caixa de cujo fechamento não participou.

Na visão do TRT, o trabalhador se submetia às restrições impostas pela Renner e "deixava suas necessidades vitais em segundo plano" por depender do emprego.

A decisão do TST em manter a condenação foi unânime e não cabe recurso.

 A empresa Renner disse em nota que "apresentou provas convincentes em sua defesa, que não foram consideradas pelo tribunal".

Fonte: Exame