Seu navegador não suporta Javascript! Por que preciso de um Advogado? | Alves Araujo

2 de junho de 2016

Por que preciso de um Advogado?


Praticamente todos os dias enfrentamos algum tipo de problema, seja o atraso de uma empresa na entrega de um produto ou a separação de um casal. Nem sempre conseguimos resolver a situação amigavelmente e, por vezes, a diplomacia não vigora, seja por concepções diferentes de um mesmo caso ou mesmo pela indisposição à resolução por uma das partes. Nestas horas, passa a ser necessário procurar um advogado. Listamos abaixo cinco momentos em que você precisa de um bom profissional da lei para lhe ajudar:


1. Término de casamento

Nem sempre é fácil vivenciar o fim de uma relação. Cabe dizer que mesmo quando o casal percebe, em comum acordo, que o melhor a ser feito é separar-se, a situação pode tornar-se bastante complexa. Isso acontece principalmente quando se tem filhos e entram em voga questões como a pensão alimentícia, a divisão dos bens, a definição do que é de direito e dever de cada um, etc. Por isso, legalizar a nova condição civil é essencial para que ambos sigam em frente. Um bom advogado especialista em direito familiar será capaz de orientá-lo a passar por este momento da melhor forma possível.


2. Partilha de herança

Quando um parente falece, além de ser um momento delicado, chega a também a complexa hora da partilha dos bens. Entre famílias grandes, ou até mesmo entre as menores, se o falecido não deixou um testamento, sempre fica a dúvida de quem deve ficar com o que e qual a melhor maneira de distribuir os pertencentes – de forma justa. Além disso, tal situação causa desconforto e desavenças constantemente, dificultando ainda mais o delicado momento. O primeiro passo para resolver esta questão é contratar um bom advogado para que seja feito um inventário em cartório. Este profissional ficará responsável por levantar todos os bens e herdeiros do falecido, relacioná-los e, assim, realizar a partilha da herança junto aos familiares.


3. Insatisfação com produtos adquiridos ou serviços prestados

Realizada a compra ou a contratação de um serviço, espera-se que tudo esteja como previamente acordado, mas nós sabemos que isso, infelizmente, nem sempre acontece. Entregas fora do prazo, não cumprimento de contratos, garantia de produtos não efetivada, etc. São muitos os casos em que o consumidor precisa fazer valer o seu direito.
Cabe dizer que desde a criação do Código do Consumidor temos um maior respaldo na hora de reivindicar aquilo que pode ser exigido por lei. Por isso, não deixe passar uma situação em que você sentiu-se lesado por uma empresa. Procure um advogado e mova um processo, mesmo que seja uma pequena causa.


4. Cobranças indevidas ou abusivas
Nenhuma pessoa idônea gosta de estar em uma situação de inadimplência. Ser um devedor gera vários transtornos no dia a dia de quem vive este momento. Vale lembrar o quanto os cobradores marcam presença por telefone, e-mail, mensagens de textos e cartas. Algumas empresas ainda expõem o consumidor ao constrangimento e até mesmo a ameaças, o que é explicitamente proibido por lei. Vale lembrar que o credor tem todo o direito de receber seu pagamento, mas ele precisa saber como cobrar e fazê-lo sem desrespeitar o consumidor inadimplente. Além disso, algumas empresas, seja por falhas no sistema ou mesmo na organização das informações, realizam cobranças indevidas, de algo que já foi pago ou mesmo que nem tenha sido adquirido. Portanto, ligações fora de hora ou constantes, exposição ao ridículo ou mesmo a cobrança de juros abusivos ou inexistentes devem ser denunciados e levados à justiça.


5. Reconhecimento de paternidade

Quando um homem se nega a reconhecer a paternidade de um bebê ou quando ele simplesmente não o registra como seu filho em cartório, deve-se também procurar um advogado. Portanto, se isso não acontecer espontaneamente, procure a justiça. Dessa forma serão realizadas audiências onde serão ouvidas testemunhas e apresentadas provas da paternidade – a irrefutável, é a do teste de DNA. Um bom advogado será capaz de orientá-lo quanto aos procedimentos para que o nome do pai esteja nos documentos do seu filho e para que todas as obrigações legais sejam cumpridas sem contratempos.


Confira também sobre 5 mitos que impedem as pessoas de contratarem um advogado.




Sempre que houver alguma dúvida legal, procure um advogado. Ele lhe orientará a tomar a melhor decisão e a buscar tudo aquilo que for seu por direito smile emoticon